Skip to content

Preview 2010-2011: Memphis Grizzlies

10/10/2010

Um dos times que mais surpreendeu em 2009-2010 busca construir em cima do sucesso – mas será possível em uma conferência tão forte?

Titulares: Mike Conley, OJ Mayo, Rudy Gay, Zach Randolph, Marc Gasol

Reservas: Acie Law, Tony Allen, Sam Young, Darrell Arthur, Hasheem Thabeet, Greivis Vasquez, Damien Wilkins, DeMarre Carroll, Xavier Henry, Hamed Haddadi

Técnico: Lionel Hollins

Última temporada: Loteria, 12ª escolha (Xavier Henry)

Previsão para 2010-2011: Loteria

Ano passado, enquanto todos pensavam que o Memphis Grizzlies seria um dos piores times da NBA, a equipe surpreendeu, contando com um ataque balanceado, liderado pelos alas Rudy Gay e Zach Randolph, e o bom trabalho do técnico Lionel Hollins. Agora, sem o fator surpresa, o que espera o Grizzlies?

Se o time da terra de Elvis Presley quer algo a mais neste ano, a chave está na armação. Mike Conley e OJ Mayo são talentosos, mas ainda não demonstraram com consistência o que os fez serem as escolhas número 4 em 2007 e número 3 em 2008, respectivamente. Além disso, o time ainda traz Acie Law, outro armador de talento que ainda não se encontrou na NBA, e os novatos Xavier Henry e Greivis Vasquez. A única “certeza” na armação do Grizzlies é Tony Allen, armador ex-Boston Celtics, conhecido por três coisas: sua defesa, enterradas bonitas e sua capacidade inconfundível de errar as coisas mais bobas.

Na frente, o time conta com um dos melhores garrafões da NBA, muito graças à improvável dupla Marc Gasol e Randolph, que, após ser adquirido junto ao Los Angeles Clippers, parece ter encontrado seu lugar como principal arma ofensiva do Grizzlies, mantendo como médias 20,8 pontos e 11,7 rebotes em 81 partidas. No entanto, ter se envolvido com uma acusação de financiar tráfico de drogas em Indianapólis prejudica o começo de temporada de Z-Bo.

Caso aconteça alguma coisa com Gay, Randolph ou Gasol, os fãs do Grizzlies terão com o que se preocupar. Seguindo a tendência dos reservas de armação, a equipe conta apenas com jovens talentos que ainda buscam se provar na NBA. O principal nome é o pivô tanzaniano Hasheem Thabeet, segunda escolha geral no Draft de 2009 e que passou mais tempo na NBDL do que na NBA ano passado. Thabeet, por sinal, é a escolha mais alta de Draft a ser mandado para a liga de desenvolvimento.

São tantos detalhes segurando o Memphis Grizzlies que é difícil pensar que a equipe possa alcançar algo mais do que a loteria. Mesmo assim, se um ou dois jovens do time (Mayo, Conley, Thabeet) amadurecerem e contribuírem com mais consistência, o Grizzlies já começa a despontar como um bom time para a década que se inicia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: